top of page

Etapas do Processo de Enfermagem

Atualizado: 28 de nov. de 2023


O processo de enfermagem precisa ser feito pelo profissional durante o plantão, no entanto, é necessário fazê-lo de forma que o paciente e sua equipe não fiquem de lado.


Afinal, todo profissional que fica muito tempo ou até mesmo o plantão todo fazendo o processo de enfermagem acaba deixando parte de seu trabalho de lado. E diante disso, é natural que seja visto como um profissional ruim.


Saber como fazer o processo de modo otimizado faz toda a diferença para que se tenha uma boa performance durante o plantão. E é justamente sobre esse passo a passo que iremos falar hoje.


Domine conhecimentos básicos de enfermagem


Antes de mais nada é importante perceber que o profissional precisa dominar os conhecimentos básicos de enfermagem para que consiga fazer todas as etapas do processo de enfermagem com eficiência.


Caso não saiba fazer uma avaliação de exames de imagem, exames laboratoriais, fazer exame físico, interpretar eletrocardiograma, o enfermeiro terá dificuldade de manter uma conduta assertiva durante o plantão.


Afinal, são conhecimentos fundamentais para que o profissional consiga desenvolver com eficiência cada etapa do processo de enfermagem.


Portanto, antes de mais nada, é importante que o profissional desenvolva essas habilidades que são essenciais. Se você tem alguma dificuldade, é útil estudar novamente os conceitos básicos antes de tentar dominar as etapas que iremos detalhar a seguir.


As cinco etapas do processo de enfermagem


No processo de enfermagem, é preciso seguir as cinco etapas, que são:

  1. Coleta de Dados de Enfermagem;

  2. Diagnóstico de Enfermagem;

  3. Planejamento de Enfermagem;

  4. Implementação;

  5. Avaliação de Enfermagem.

Entenda com mais detalhes cada passo do processo de enfermagem:


Coleta de Dados de enfermagem

A primeira etapa do processo de enfermagem é a coleta de dados, também conhecida como Investigação.


Esta etapa é crucial, pois fornece a base para todo o cuidado de enfermagem subsequente. É um processo sistemático que envolve a obtenção de informações relevantes sobre o paciente, sua saúde e suas necessidades.


É uma etapa contínua do processo de enfermagem, e as informações devem ser atualizadas conforme necessário ao longo do tempo.


É uma parte fundamental do cuidado de enfermagem, pois fornece a base para o planejamento e a prestação de cuidados individualizados e eficazes aos pacientes.


Além disso, a coleta de dados também desempenha um papel vital na promoção da segurança do paciente e na prevenção de erros de enfermagem


Diagnóstico de enfermagem

No diagnóstico de enfermagem, é importante que o profissional saiba que não se trata de um conhecimento que deve ser decorado! Um ponto importante para refletir é que, por ser muita informação, o enfermeiro deve estudar tudo e dar mais atenção para aqueles diagnósticos mais comuns em sua área de atuação.


Dessa forma, terá todo o repertório necessário para que possa atuar com eficiência, auxiliando seus pacientes e colegas.


Por exemplo, enfermeiros que trabalham em UTI precisam dominar com eficiência o risco de infecção, risco de queda e outros riscos que são importantes de considerar no diagnóstico do paciente.


Perceba que, o diagnóstico é feito considerando a parte dedicada aos riscos envolvidos e parte diagnósticos reais. Por exemplo, o diagnóstico de risco de queda do paciente acamado, risco de problemas de pele que pode evoluir para um problema real a ser tratado durante a internação.



Dominando o conhecimento necessário sobre diagnóstico de enfermagem especificamente voltado para a sua área de atuação, o trabalho se desenvolverá com maior facilidade em seu cotidiano.


Planejamento

Na etapa de planejamento é preciso traçar metas para as intervenções que são realizadas em seu paciente visando reestabelecer a saúde dele.


Por exemplo, um paciente que está internado para tratar uma pneumonia e tem outras comorbidades, precisa ter uma meta de tratamento de acordo com o diagnóstico médico.


A meta da equipe no planejamento deve ser baseada no tempo de internação médio do paciente, de acordo com a doença que motivou a internação.


No planejamento é necessário considerar o tempo médio de internação e eventuais complicações que possam ocorrer.


Um paciente que tem uma lesão aberta, por exemplo, demanda que a equipe defina uma meta de tempo para o fechamento da lesão. Cada meta é específica e única e deve ser acompanhada diariamente, para atualizar o processo e estabelecer metas condizentes com a realidade.


Implementação

Um paciente com risco de infecção, por exemplo, exige que a equipe implemente as ações adequadas para redução de riscos.


A implementação é um processo feito no dia a dia, prestando atenção nas evoluções para fazer as devidas atualizações que se mostrem necessárias.


Avaliação de enfermagem

A última etapa é a avaliação de enfermagem, justamente para uma conferência e análise detalhada daquilo que está sendo feito pela equipe.


Um paciente que desenvolveu um novo quadro durante a internação, por exemplo, após adquirir uma bactéria resistente, exige que seja feito uma revisão em todas as etapas do processo, analisando as condutas que serão adotadas a partir de então e atualizando o processo de enfermagem para que toda a equipe siga com eficiência.


Já para aquele paciente que está evoluindo no tratamento conforme o esperado, a última etapa vai consistir em conferir os processos e fazer os ajustes que se revelem necessários diariamente.


Em alguns casos, não há mudança significativa de um dia para o outro, como os riscos de um paciente acamado na UTI, por exemplo. Afinal, os riscos são os mesmos de um dia para outro. Só haverá mudança caso a situação do paciente passe por uma mudança significativa, que pode ocorrer quando um risco se torna um quadro real.


Por isso, vale a pena detalhar as informações de cada paciente já no primeiro dia, para que o processo de enfermagem ganhe qualidade e não seja necessário perder muito tempo todos os dias com retrabalho. Ao sistematizar a conduta, você terá mais eficiência.


Afinal, se as ações de enfermagem estão dando certo, basta manter a conduta adotada para continuar obtendo resultados com o paciente e ainda ganhar tempo com o processo de enfermagem.

Dessa forma, o profissional ganha agilidade e não passa o plantão inteiro fazendo o processo de enfermagem. Justamente para que dê a devida atenção para todas as funções que precisa desempenhar ao longo da jornada de trabalho.



Gostou do nosso conteúdo? Siga a gente no IG @praticaenfermagem e inscreva-se no YouTube Prática Enfermagem para saber mais.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page