top of page

Dia Mundial do Doador de Sangue: a importância da solidariedade na Enfermagem


No dia 14 de junho comemoramos o Dia Mundial do Doador de Sangue, data importante para os doadores e profissionais de saúde. Afinal, a doação de sangue é um gesto de solidariedade que possibilita salvar vidas e é de suma importância para a promoção da saúde.


Infelizmente, doar sangue não é algo habitual para a maior parte dos brasileiros e por isso, a data também tem um importante cunho educativo, com o objetivo de conscientizar a população.


Pensando nisso, nós trouxemos uma série de reflexões sobre o tema para te inspirar a ser um doador de sangue e para elucidar alguns pontos sobre este importante ato de cuidado com o próximo.


O papel dos profissionais da enfermagem na conscientização sobre a doação de sangue


O profissional de enfermagem desempenha um papel crucial na promoção da doação de sangue, desde a conscientização e triagem dos doadores até a coleta de sangue e os cuidados após a doação.


Além disso, esses profissionais são capacitados para esclarecer dúvidas de pessoas que nunca doaram sangue e para desempenhar um papel educativo na unidade de saúde na qual atua.


Atuando sempre com o objetivo de trazer clareza sobre o tema, visando quebrar alguns tabus sociais sobre a doação de sangue. Afinal, inúmeros pacientes precisam de doações e infelizmente o cenário nacional é de escassez de doadores por falta de conscientização e informação.


Por isso, os profissionais que possuem conhecimento na área de saúde devem atuar como verdadeiros defensores da necessidade de ampliar o número de doadores.


Ao disseminar informação de qualidade, tirar todas as dúvidas dos potenciais doadores e adotar dias de conscientização, palestras e disponibilizar materiais educativos na unidade de saúde, é possível impactar pessoas e como resultado ampliar o número de doadores.


O enfermeiro e técnico de enfermagem podem atuar em diferentes frentes para ajudar a causa


Esses profissionais podem ajudar em diferentes frentes, como:


1. Educação e conscientização

Confeccionar materiais explicativos, atuar com campanhas de conscientização na unidade de saúde e até mesmo em outros ambientes onde os profissionais podem fazer breves reuniões explicativas é extremamente útil.


De modo que, aproveite sua autoridade como profissional de saúde para relatar toda a importância da doação de sangue para pessoas que ainda não conhecem a necessidade e não possuem intimidade com o tema.


A educação e conscientização da população são extremamente necessárias para que exista maior interesse em doar sangue como ato de solidariedade.


2. Atuar na triagem dos doadores

O enfermeiro é um profissional capacitado para atuar na triagem dos doadores. Uma vez que é importante realizar a etapa de entrevista para verificar a saúde dos interessados em doar.


É papel do enfermeiro avaliar a elegibilidade dos doadores, verificando a saúde e histórico médico, para garantir que apenas pessoas aptas e seguras para doar sangue sejam aceitas.


3. Seguir carreira em hemocentros

Outra possibilidade é que esses profissionais sigam carreira em hemocentros. Tendo em vista que há demanda de cuidados especializados para com os doadores.


4. Treinamento e capacitação

O enfermeiro também pode atuar no treinamento e capacitação da equipe que atende os doadores de sangue, contribuindo para que os cuidados sejam adequados no dia a dia de coleta do sangue a ser doado.


No Dia do Doador não podemos esquecer a importância do sangue


Algumas pessoas não doam sangue simplesmente por não compreenderem a importância do ato ou por receio em relação à própria saúde após a doação.


O sangue é um recurso vital na área da saúde devido ao seu papel essencial no funcionamento do corpo humano. Ele desempenha várias funções críticas que são fundamentais para a manutenção da vida e tratamento de diversas condições médicas.


No entanto, a maior parte da população acaba não compreendendo a importância do sangue no corpo. Transmitir informações para potenciais doadores é fundamental, para que entendam algumas das funções do sangue como:

  • Transporte de oxigênio no corpo;

  • Remoção de resíduos metabólicos;

  • Regulação da temperatura corporal;

  • Defesa imunológica;

  • Coagulação do sangue.

Além de tantas outras funções vitais que o sangue possui no organismo. Por isso, é interessante que o profissional de saúde seja claro ao transmitir tais informações para pessoas leigas.


De modo que, elas entendam a importância do sangue no organismo e compreendam que em diversas situações o doador pode salvar vidas.


Quando as pessoas entendem que a doação de sangue é uma importante atitude de solidariedade, é natural que queiram doar. Afinal, esse tipo de entendimento desperta o interesse das pessoas em ser úteis para com aqueles que precisam.


Escassez de sangue e necessidade constante de doadores


Apesar de ser uma data comemorativa, o Dia Mundial do Doador de Sangue também desencadeia a reflexão sobre a necessidade constante de novos doadores em todo o país.


Tendo em vista que, a demanda por sangue é intensa e o número de doadores no Brasil ainda é baixo. Por isso, os estoques frequentemente são vistos em níveis críticos, o que desencadeia a necessidade de representantes dos centros de doação atuarem em campanhas de conscientização emergenciais para que o banco volte a ter sangue suficiente para a demanda.


Infelizmente esse ciclo é repetitivo todos os anos, principalmente em períodos como o Carnaval, quando os estoques costumam baixar pela falta de presença dos doadores nos centros especializados e elevado número de acidentes que costumam ocorrer no período.


Outro ponto relevante é a limitação do número de doações que podem ser feitas durante um ano. Um doador de sangue regular do sexo masculino consegue fazer até 4 doações por ano e do sexo feminino até 3 doações.


O que reforça a importância de ter um número significativo de pessoas doando sangue regularmente, para que os estoques em todo o país sejam mantidos fora dos níveis críticos.


Os enfermeiros e técnicos percebem essa importância no cotidiano de cuidados com os pacientes, principalmente quando são diretamente afetados pela escassez.


A dificuldade de obter doadores para atender demandas de tratamento faz com que frequentemente os profissionais precisem pedir aos familiares de pacientes em atendimento que doem sangue e peçam ajuda em campanhas nas redes sociais buscando doadores para seus familiares que precisam de transfusão.


Essa é uma realidade que pode ser mudada através da conscientização e educação da população em prol da doação regular. Sempre deixando claro a importância de doar frequentemente não só quando um familiar precisa, como também, para atender outras pessoas que estão passando pela necessidade de transfusão de sangue.


Se torne um doador e dissemine esse bom exemplo entre os colegas


Além de ser responsável por levar informação e conscientizar pessoas, os profissionais da enfermagem podem fazer a boa ação de doar sangue, salvando vidas e ainda dando um bom exemplo inspirando seus colegas de profissão.


Portanto, aproveite o Dia Mundial do Doador de Sangue para fazer campanhas educativas, trazendo mais pessoas para se tornarem doadores regulares. E não deixe de lado a sua solidariedade!

Se você é enfermeiro ou técnico de enfermagem e ainda não doou sangue, é um ótimo dia para expressar sua solidariedade e se tornar um doador.


Gostou do nosso conteúdo? Siga a gente no IG @praticaenfermagem e inscreva-se no YouTube Prática Enfermagem para saber mais.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page