top of page

De técnico de enfermagem para enfermeiro, quais são os desafios?

Atualizado: 23 de mai. de 2023


Fazer o upgrade de técnico de enfermagem para enfermeiro pode ser desafiador. Pensando nisso, trouxemos alguns aspectos importantes para refletir ao fazer essa mudança.


Os desafios pontuados a seguir são relevantes para que o profissional possa adotar a postura ideal e a partir de então consiga se sair bem em processos seletivos. Uma vez que, a bagagem como técnico de enfermagem deve ser aproveitada de maneira estratégica.


No entanto, alguns profissionais se formam como enfermeiros e estão sendo boicotados por causa do conhecimento prévio como técnicos, ocorrendo sem que sequer percebam.


Confira tudo a seguir sobre essa mudança delicada e quais cuidados você pode adotar.


Ser técnico de enfermagem é muito diferente de ser enfermeiro


Tudo começa com o entendimento de que as atribuições de cada profissional são bastante diferentes, embora todos façam parte de uma equipe de cuidados com o paciente.


Um técnico de enfermagem executa as ações de acordo com a prescrição de cuidados de enfermagem, enquanto um enfermeiro tem uma visão holística da equipe e dos pacientes designados a ele.


Portanto, é muito importante que o profissional que sai de um cargo de técnico de enfermagem consiga compreender as diferenças entre as atuações.


De modo que, consiga se ater ao seu novo cargo como enfermeiro, usando todo o seu conhecimento para que seja um excelente profissional. Mas sempre respeitando o técnico de enfermagem que faz parte de sua equipe e sem ultrapassar barreiras por conhecer e ter experiência no serviço dos colegas.


É importante perceber que, alguns procedimentos são exclusivos dos enfermeiros, assim como existem procedimentos exclusivos dos técnicos. Respeitar os limites é importante para que a equipe trabalhe com eficiência.


Enquanto os técnicos de enfermagem são responsáveis por tarefas específicas, como coleta de sinais vitais, administração de medicamentos e assistência em procedimentos, os enfermeiros têm uma responsabilidade mais ampla que inclui a tomada de decisões clínicas e gerenciamento de equipes.

Quando todo o time atua de acordo com a função que é designada para cada um, o cotidiano de trabalho é facilitado e a performance da equipe é a melhor possível.


A falta de atenção ao conhecimento teórico durante os estudos de enfermagem


Um erro muito comum, que profissionais egressos da carreira como técnicos adotam quando se tornam enfermeiros, é não dar a devida atenção ao conteúdo teórico durante a formação no ensino superior.


Esse equívoco não é raro no mercado e acaba afetando negativamente a empregabilidade dos profissionais. O que desencadeia que alguns enfermeiros recém-formados escondam os anos de experiência como técnicos de enfermagem. Tendo em vista que alguns hospitais não contratam profissionais que foram técnicos e depois se tornaram enfermeiros.


Essa restrição de hospitais ocorre justamente por entender que alguns enfermeiros que atuaram como técnicos prestaram pouca atenção ao conhecimento teórico durante a graduação. E por isso, acabam falhando em sua formação, ficando com habilidades limitadas em relação à tomada de decisão como enfermeiros.


Os profissionais que são técnicos podem subestimar a formação teórica por já dominar o conhecimento prático. E acabam não percebendo que por não dominar a teoria como deveria, acabam perdendo competitividade na busca por empregos.


Durante sua formação não cometa esse tipo de erro! E se você percebe que cometeu esse equívoco, comece a se esforçar para revisar a parte teórica. De modo que, alcance o equilíbrio desejado para que possa melhorar a sua performance como enfermeiro.


Tendo em vista que, o enfermeiro é justamente o profissional que usa o conhecimento teórico para a tomada de decisão baseada em dados científicos. E se a formação não foi eficiente por menosprezar essa parte do conhecimento, o enfermeiro ficará limitado em sua atuação e na possibilidade de ocupar um cargo.


A importância da base teórica sólida em enfermagem


Saber reconhecer o valor da teoria na graduação é primordial. Principalmente por ser um cargo que o profissional precisa pensar e elaborar decisões para que a equipe técnica de enfermagem possa executar.


Sem a bagagem teórica o poder de decisão é limitado, gerando dificuldade para as decisões clínicas do enfermeiro, aspecto que pode atrapalhar muito no dia a dia.


É por isso que, no processo de seleção é comum que a equipe de RH analise a capacidade de usar o conhecimento teórico, habilidades de liderança e gestão como enfermeiro.


Um profissional que é muito prático e muito resolutivo na entrevista acaba demonstrando maior capacidade como técnico e isso pesa negativamente durante a seleção para uma vaga como enfermeiro.


Portanto, é algo que o profissional que está fazendo essa migração de carreira precisa se atentar. De modo que, consiga ter um comportamento adequado para a vaga que pretende preencher e também consiga se atentar para as aulas teóricas quando está na faculdade buscando a migração de carreira.


Aprimore seu conhecimento durante e após a graduação


Aprimorar o seu conhecimento científico é essencial para que possa ter uma base sólida, que possibilita a tomada de decisões como enfermeiro.


Lembre-se que nunca é tarde para mudar essa postura e fortalecer seu conhecimento teórico para que seja um ótimo enfermeiro após ter feito essa mudança de carreira. Mesmo que você tenha errado ao longo da sua formação, ainda há tempo para rever o conteúdo, estudar e se dedicar ao conhecimento científico e teórico.


Afinal, todo profissional precisa continuar estudando após concluir sua formação. Por isso , enquanto busca uma vaga de emprego ou até mesmo se está com dificuldades de lidar com a equipe de técnicos, volte a estudar!


Esse cuidado de investir na busca por conhecimento teórico é fundamental para que vire a chave e se torne um enfermeiro eficiente, que usa o conhecimento para tomar decisões, orientar a equipe, liderar os técnicos de enfermagem e que realmente foi capaz de fazer a migração de carreira com eficiência.


Tendo em vista que, se tornou capaz de assumir a postura como enfermeiro e está ocupando o cargo com o comprometimento necessário. Justamente por demonstrar que usa o conhecimento científico para favorecer cada atendimento que sua equipe realiza. A migração é desafiadora, mas requer justamente a mudança de postura para que você tenha sucesso.



Gostou do nosso conteúdo? Siga a gente no IG @praticaenfermagem e inscreva-se no YouTube Prática Enfermagem para saber mais.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page