A importância do LinkedIn para profissionais de enfermagem




O LinkedIn é uma rede social voltada para profissionais de todo o mundo lançada em 2002. De acordo com a própria empresa, atualmente existem mais de 740 milhões de usuários e mais de 14 milhões de vagas anunciadas no site. Para enfermeiros e técnicos de enfermagem há cerca de 4 mil vagas, apenas no Brasil.


Ela funciona como uma plataforma de networking, ou seja, você se conecta a pessoas com os mesmo interesses profissionais para trocas de experiências e colaboração mútua. Por isso é muito importante trabalhar a sua imagem digital, afinal, o LinkedIn é como um currículo virtual.

Como crio o meu perfil?


A plataforma é bem intuitiva e simples de usar. Para criar o seu perfil basta acessar linkedin.com através do seu navegador ou app. Ao abrir a página basta clicar em “cadastre-se agora” no canto superior direito. Preencha seus dados com bastante atenção! E-mail, telefone, e outros contatos devem ser digitados corretamente, é através deles que as empresas entram em contato.


Dicas para tornar o seu perfil atraente para as empresas


Cuidado com a foto!


Por ser um perfil profissional, não coloque fotos com animais, família, camisas de time. Valem fotos sorrindo, de jaleco, roupa social, com scrub. Essa é a primeira impressão que um recrutador terá de você, então capriche.


Sem um título você não se define!


Uma das ferramentas que os recrutadores usam para achar um candidato é a pesquisa do LinkedIn. Que irá direciona-lo a pessoas que possuem em seu perfil a palavra-chave que estão sendo buscadas. E onde fica isso? No título! Por isso evite:

  • estudante/aluno da faculdade tal

  • em busca de novas oportunidades/recolocação

  • colocar adjetivos

O título deve conter o seu cargo atual e sua área de atuação, por exemplo:

  • enfermeiro | especialista em X área

  • técnico de enfermagem

  • estudante de enfermagem/técnico de enfermagem

Seja o mais objetivo. Se ficar na dúvida, pesquise na rede o que as pessoas da sua área de atuação estão colocando.


Um resumo bem feito ganha uma nota 10!


Quem já está familiarizado com as redes sociais sabe que sempre tem um lugar para colocar algo sobre você, no LinkedIn não é diferente. Mas nada de colocar seu signo, namorado, cachorro, emojis. Você vai colocar as suas experiências profissionais e seus objetivos na sua carreira. Nesse caso, aconselho colocar algumas palavras-chave, por exemplo: enfermagem, enfermeiro. Isso ajudará o seu perfil a aparecer em buscas do gênero.


Não economize nas suas experiências!


Detalhe todas as experiências profissionais que você já teve, sejam elas na sua área ou não. E atenção, tudo nos mínimos detalhes. Se você fez estágio durante o curso, coloque essa experiência e descreva tudo o que foi feito durante esse período. Se você trabalhou com atendimento ao público, faça o mesmo. Algumas habilidades que adquirimos fora da nossa profissão atual contam bastante para chamar atenção do recrutador.


Cursos extra abrem portas!


Sabe aquele curso de Word que você fez online? Ele precisa ser citado no seu perfil. Assim como os cursos, as competências também devem estar no seu perfil. Nesse último caso, escolha bem quais você irá colocar, o LinkedIn só permite listar até 50.


Erros gramaticais podem custar caro!


Algo muito comum e que pode custar aquela sonhada vaga são os erros gramaticais. Muitas vezes escrevemos algo na pressa, não revisamos, e quando o recrutador olha acha inúmeros erros básicos de português. Por isso, ao finalizar o seu perfil, leia e releia tudo o que foi escrito. Se possível, peça para uma segunda pessoa ler também.


Por último, mas não menos importante, siga a Prática Enfermagem no LinkedIn para mais dicas de carreira na área da enfermagem.


Gostou do nosso conteúdo? Siga a gente no IG @praticaenfermagem para saber mais.